Artigos

Política

Como escolher um bom candidato a Deputado Federal?

Dicas para você escolher bem o seu representante na Câmara dos Deputados! 

Quem escolher para deputado? Como escolher um deputado? Essas são perguntas que muitos se fazem quando chega ano eleitoral. Você pode achar estranho – ou até cabotino – uma Deputada Federal como eu, pré-candidata à reeleição, dando dicas para você escolher um bom candidato. Mas acredito que, ao acabar de ler este artigo, você terá subsídios para escolher bem quem vai representar você pelos próximos quatro anos.

E dá para usar as dicas abaixo também para ajudar na seleção de outros cargos eletivos como Deputado Estadual, Senador, Governador e até Presidente da República!

Não desperdice seu voto!

1. Escreva em um papelzinho o que VOCÊ quer para o seu Brasil. Em relação a questões práticas como papel do Estado (Governo) na economia, em relação às prioridades de investimentos e também nas questões filosóficas como pena de morte, direito ao aborto, maioridade penal e por aí afora.

2. Sabendo o que você quer para o nosso país, procure no site dos principais partidos, o Estatuto – que é o registro e as principais ideias daquele partido. E encontre aquele cujas diretrizes batam mais com as suas. E por que é importante saber qual o partido do seu candidato? Por que é o partido que dá a linha geral de muitas questões.

E também, ATENÇÃO, é para o partido de seu candidato que vai seu voto no caso de seu candidato a deputado não conseguir votos suficientes para entrar… (Afinal, é a soma de todos os votos em candidatos do Partido Novo de um estado que definirá quantas cadeiras o Partido Novo terá na Câmara dos Deputados. Ocuparão aquelas cadeiras, os candidatos mais bem votados do Partido).

“Foi em uma pesquisa como esta que eu escolhi o Partido Novo.

3. Definido o partido que mais combine com você – e eu espero que seja o Partido Novo – procure olhar os candidatos deste partido e as plataformas que cada um deles defende. É importante também conhecer um pouco da vida desses candidatos. Ele tem escolaridade? Está preparado? Ele é eficiente no que faz lá fora? É envolvido em algum projeto que gere retorno para a comunidade? Conhece as leis do Brasil? Entende de contas? Tenha certeza de que todos estes itens ajudarão em seu desempenho, sim!

4. Selecione pelo menos cinco candidatos ou pré-candidatos, leia bem o site de cada um deles e comece a seguir as suas páginas nas redes sociais. Acompanhe suas ações, seus pensamentos no dia-a-dia. Veja o que pensam sobre o que acontece na vida do País hoje.

Você já está no meu site, que tal dar uma espiada na minha história de vida e nos valores que eu defendo? Veja Quem é a Adriana aqui.

5. Quer se aprofundar? Dê uma busca na internet pelo nome do candidato. Tenha certeza que não há algo que desabone esse pré-candidato ou candidato. Quem vai querer votar em alguém envolvido em escândalo ou em denúncia, certo? O mínimo é o candidato ser Ficha Limpa e passar longe da Lava-Jato!
Se ele for candidato à reeleição, olhos ainda mais abertos, veja tudo o que ele fez e como votou enquanto era Deputado e como se comportou. Um bom lugar para ver isso é o site do Ranking dos Políticos – aproveite e veja a minha colocação. Sim, melhor deputada do Brasil! 😉

Deputada Adriana e deputados do Novo
Acompanhe a atuação política do seu deputado

6. Analise se as propostas ou as bandeiras do candidato a Deputado Federal são factíveis e estão dentro do escopo do trabalho dele. E tenha um olho bem aberto para as promessas que ele faz. Promessas são etéreas. Propostas são concretas. Veja também se ele passa longe de propostas que não poderá cumprir – ou seja, se as propostas estão dentro do escopo da função de deputado federal.

7. Tente comparecer a algum encontro presencial com o seu pré-escolhido a deputado federal – ou mesmo estadual, senador, governador, presidente. Muitos candidatos, entre os meses de julho e setembro, costumam ir para as ruas para encontrar e ouvir as suas bases. Tente conhecê-lo de perto e ouvi-lo. E perceber qual é a motivação dele: o próprio bem ou o bem do Brasil?

8. Analise a conduta dele. Se ele der algum presente – o que é ilegal! -, ou se ele oferecer algo fora da alçada da sua competência, ou ainda se ele tiver ficha suja, descarte-o sem dó nem piedade.

9. Escolha racionalmente. E dê um voto de confiança. Não deixe de votar no candidato em que você escolheu apenas por que acha que outro tem mais chance de ganhar. Os votos que um candidato não-eleito recebe em uma eleição podem garantir que ele seja o suplente de seu partido em caso de vacância de cadeira lá no Congresso Nacional. Vote com a sua consciência!

10. Entenda bem quais são as principais atribuições de um Deputado Federal. Assim, quando ele estiver falando ou “prometendo” você saberá se aquilo é ou não da competência de um Deputado Federal.

Bancada do Novo na posse
Deputados federais do Partido Novo

Para saber melhor quais são as competências de um Deputado Federal veja o resumo abaixo ou leia esta outra matéria aqui:

> Antes de mais nada, o Deputado Federal é quem aprova o orçamento federal – ou seja, como o dinheiro arrecadado dos impostos será utilizado.
> Também importantíssimo, ele fiscaliza as contas da União. Analisa se o orçamento foi cumprido.
> O Deputado Federal também vigia os atos do presidente, do vice-presidente e dos ministros. Podendo, inclusive, convocá-los a prestar contas e ainda abrir as CPIs – Comissões Parlamentares de Inquérito. No limite, autoriza a abertura de processo de impedimento, inclusive contra o Presidente da República.
> O Deputado Federal também tem uma função legislativa, propriamente dita, faz, debate e aprova leis, baseando-se nos interesses do Brasil e dos brasileiros. Propõe emendas à Constituição.
> Participa de comissões que debatem temas de interesse nacional, como sustentabilidade e educação.