Fiscalização

Denúncia de corrupção em tempos de Covid: como fazer?

O Procurador Roberto Livianu, do Instituto Não Aceito Corrupção, ensina a fazer uma denúncia de corrupção por meio do Corruptovírus

Como fazer uma denúncia de corrupção? Nesta edição do Encontro Legal, a Deputada Federal Adriana Ventura conversa com o Procurador de Justiça Roberto Livianu sobre o Corruptovírus, um canal de denúncias de atos corruptos criado pelo Instituto Não Aceito Corrupção para crimes cometidos durante a pandemia de Covid-19. Durante a conversa, o Procurador de Justiça afirmou: “vivemos um momento dramático do ponto de vista humano e econômico, entretanto, a corrupção não arrefece. Furtos e roubos diminuíram bastante. Por outro lado, crimes de corrupção continuam latentes”, observou.

Roberto Livianu explicou que o Instituto Não Aceito Corrupção entendeu a necessidade de criar plataforma Corruptovírus para que pessoas pudessem denunciar irregularidades durante esse período. “As denúncias nessa plataforma serão encaminhadas diretamente ao Ministério Público. Não há necessidade de se identificar, apenas se a pessoa quiser. A pessoa só precisa mostrar indícios, quem recolhe de fato as provas e realiza as investigações é o Ministério Público. Em seguida, especialistas farão triagem das irregularidades apontadas. O que parecer razoável e viável é que será encaminhado ao Ministério Público no âmbito do corruptovírus”, detalhou.

Clique no vídeo a seguir e assista esta edição do Encontro Legal na íntegra.